ORTOPEDIA VETERINÁRIA

Ortopedia Veterinária em Curitiba

INTRODUTÓRIO
Com a mesma importância das outras especialidades, a ortopedia veterinária está cada vez mais avançada e o que há de mais atual em diagnóstico e tratamento está ao seu alcance aqui no Hospital Veterinário Santa Mônica. Aqui você encontra veterinários habilitados e reconhecidos tanto para ortopedia clínica como cirúrgica.

A ortopedia veterinária do Hospital Veterinário Santa Mônica dispõe de variadas técnicas para diagnóstico e tratamento das lesões ortopédicas, sejam elas por trauma ou degenerações. Dependendo do tipo de lesão que o paciente apresentar, há um tipo de abordagem para a correção. Lembramos que pode haver torções, luxações, artroses, fraturas entre outras.

O hospital conta com equipe multidisciplinar, treinada e apta a determinar o diagnóstico rapidamente, além dos equipamentos apropriados como radiografia, ultrassom e laboratório.

É importante saber que cada caso da ortopedia é tratado distintamente e, nem sempre, uma correção de fratura por atropelamento ou traumática será a prioridade da equipe. Inicialmente o paciente deverá estar estável fisiologicamente e o veterinário deverá se certificar que o animal não apresenta risco de hemorragias, que não apresenta ruptura de bexiga ou alterações neurológicas.

Em casos de fraturas é muito importante a intervenção imediata do veterinário para o controle de danos no foco da fratura. O controle de danos visa a estabilização temporária da fratura e pode ser feita por meio de ataduras, talas ou pinos provisórios. De uma boa atuação no momento de admissão do paciente, resultará na melhor recuperação posterior. Para isso e outras situações, nossa equipe de atendimento emergencial tem treinamento constante e estão preparados para dar o melhor suporte e definir o tratamento adequado.

Muito raramente o veterinário fará uso de tala como as vezes vemos na medicina humana. Isto tem a ver com o modus vivendi dos nossos pacientes e por que a tala não propicia uma boa cooptação e estabilidade das fraturas. O uso de tala é desencorajador na maioria das vezes.

Os pinos e placas assim como os fios de sutura usados nas fraturas, são feitos de várias ligas, sendo os mais comumente usados o aço inox cirúrgico e o titânio.

Não, na maioria das vezes o material fica com o paciente para sempre. Exceto nos casos onde se usa os fixadores externos (pinos para fora do membro operado ou aparelhos de contenção). Raros casos de rejeição ao material ou incômodo após a consolidação da cirurgia deverão ser retirados.

Quer agendar um horário para o seu pet?

Entre em contato conosco!

Em 1991, com a fundação da Clínica Veterinária Santa Mônica, começava uma história de muito trabalho e disposição para oferecer ao público, o melhor atendimento…

Entre em Contato:

Horários:

Todos os Dias: 24 horas

Em 1991, com a fundação da Clínica Veterinária Santa Mônica, começava uma história de muito trabalho e disposição para oferecer ao público, o melhor atendimento…

Entre em Contato:

Horários:

Todos os Dias: 24 horas.

Em 1991, com a fundação da Clínica Veterinária Santa Mônica, começava uma história de muito trabalho e disposição para oferecer ao público, o melhor atendimento médico-veterinário possível…

Siga-nos:

Entre em Contato:

Horários:

Todos os Dias: 24 horas.
HVSM · 2020 © Todos os direitos reservados | Desenvolvido por: MarketVet
× WhatsApp